Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
Administrar o fluxo de entrada e saída de mercadorias é um processo que exige muito planejamento estratégico, conheça uma ferramenta ideal para essa atividade.

A sigla WMS (do inglês, Warehouse Management System), nada mais é do que o sistema de gerenciamento de armazéns — e traz diversos benefícios para a organização da qual opera.
 
O software de negócios especializado controla o fluxo de estoque de fora para dentro e de dentro para fora do centro de distribuição (CD) de uma empresa. Ele permite a verificação e controle dos recebimentos, armazenamento e do reabastecimento do produto. Ao mesmo tempo, completa contagens de ciclo, aloca o estoque para um pedido (a ser retirado), consolida pedidos em uma doca e cria guias de remessa. 


WMS dentro da empresa


 
Uma vez instalado, o WMS agiliza todo o fluxo de informações e também proporciona a utilização dos recursos no espaço físico do estoque. Desta forma, todas as cadeias de suprimentos são baseadas em gerar valor ao armazém.
 
Assim, consagra-se como o mais maduro, inteligente e amplamente conhecido sistema, porque gerencia o fluxo de inventário, tarefas de trabalho e pedidos desde o recebimento até o envio da mercadoria.
 
Além disso, a ferramenta WMS oferece diversas funções que apoiam a estratégia logística e operacional direta das empresas. Ela também oferece suporte para as áreas que possuem as seguintes características na sua forma de atuação:
 
-Organização do fluxo dos processos;
-Planejamento e alocação de recursos;
-Organização na entrada de pedidos;
-Administração da portaria e da recepção de produtos;
-Recebimento de mercadorias;
-Inspeção e controle de qualidade;
-Armazenagem inteligente;
-Controle de lotes e datas de validade (rastreabilidade);
-Transferências e ressuprimentos;
-Programação da separação de pedidos (picking);
-Conferência e expedição de mercadorias;
-Inventários.
 
Portanto, é válido considerar que o sistema WMS executa tarefas e processos difíceis de serem realizados de forma manual.


Vantagens que esta ferramenta oferece



Com o uso da ferramenta WMS, os processos se tornam mais ágeis, e a estocagem e expedição de mercadorias ficam mais eficientes. Isso colabora também no controle dos estoques e no planejamento logístico. Em geral, um Sistema de Gerenciamento de Armazém contribui para a economia de tempo e dinheiro. 

 A seguir, listamos outros benefícios do WMS: 


Produtividade em alta



O WMS confere agilidade aos processos logísticos, proporcionando rapidez ao localizar e despachar as mercadorias e informar à equipe sobre a exata localização destes itens. Resultando em muito mais eficiência e produtividade.
 

Controle total de mercadorias do armazém



As etiquetas de código de barra carregam todas as informações para a movimentação de mercadoria, o que permite controlar o fluxo de produtos armazenados com maior eficiência e segurança e, este é exatamente o procedimento pelo qual confere controle total das mercadorias a partir do sistema WMS.
 

Otimização na atividade de pedidos de mercadoria



O sistema WMS oferece ao armazém a localização exata dos itens estocados, o que é essencial no dia a dia. Especialmente,quando a empresa possui mais de um depósito e não pode perder tempo para localizar um produto solicitado.

 
Qualidade na armazenagem de produtos



É fundamental para a rotina de qualquer armazém saber sobre o espaço disponível e como ocupá-lo de maneira inteligente. Essa prática tem como benefício ajudar a empresa a operar de forma assertiva na hora de estocar mercadorias. 

Os relatórios do sistema WMS informam os itens que têm melhor saída e, por isso, não devem jamais faltar. Esses itens tendem a ocupar cada vez mais espaço nos armazéns, garantindo assim a qualidade que se procura.
 

Conceito da ferramenta WMS



Como já vimos anteriormente, WMS é uma sigla em inglês e significa Warehouse Management System. Trazendo para o português, podemos conceituar como um Sistema de Gerenciamento de Armazém, que otimiza as atividades logísticas da área de armazenagem, como estoque, layout, picking, entre outros.
 
Tarefas que são quase impossíveis de serem realizadas manualmente podem ser executadas com WMS em poucos instantes. Afinal, entendemos que atualmente os depósitos estão cada vez mais cheios de mercadorias e o trabalho manual exige etapas que no dia a dia, se executadas, atrasam toda a linha de produção. Neste momento, é essencial procurar por ferramentas que otimizem a rotina e utilizar a tecnologia a favor da execução de tarefas. 

Além disso, o sistema WMS permite gerar relatórios para verificar itens próximos ao vencimento, que estão em falta e realizar uma curva ABC para alocar os itens de maior giro mais próximos das áreas de expedição. Podendo também ser integrado a outros sistemas e fornecer informações úteis para áreas como vendas, compras, produção, financeiro, transporte e outros.
 
Ou seja, o conceito da ferramenta é gerenciar o inventário, permitindo que a empresa administre o estoque de forma “On Line” e visualizar se determinado produto encontra-se em deslocamento dentro do CD, rastreando o inventário em cada um dos seus movimentos.
 

Tenha menos custo dentro da sua empresa ao utilizar o WMS



Ao utilizar esta ferramenta, a empresa terá menos custo. Porém, é necessário estar ciente que a integração de um software WMS requer cuidados e precisa ser realizada por pessoas qualificadas para garantir uma entrada em operação bem-sucedida. 
 
Por exemplo, veja se é possível operar em paralelo com o sistema atual por um tempo. Essa é uma boa maneira de mitigar alguns dos riscos de uma falha na implementação.
 
Deixar de selecionar e implementar adequadamente o WMS pode ter consequências negativas. De um modo geral, existem sete áreas em que um WMS pouco adequado pode afetar negativamente uma empresa:
 
-Perda de funcionalidade;
-Perda de flexibilidade;
-Crescimento restrito;
-Custos excessivos pelo sistema;
-Custos excessivos de atualização;
-Implementação atrasada;
-Falha na implementação.
 
Agora, com o sistema WMS em pleno funcionamento, a taxa de retrabalhos tende a diminuir consideravelmente. Assim, todos os serviços que antes eram realizados de forma manual serão desenvolvidos através dessa ferramenta, garantindo precisão e agilidade. Tais características são fundamentais para quem procura por sucesso na execução de suas atividades rotineiras.
 
A longo prazo, a eficácia apresentada terá cada vez mais impacto positivo no caixa da empresa, gerando:
 
-Maior produtividade e credibilidade;
-Otimização da localização e expedição de mercadorias;
-Organização e controle de entradas e saídas.
 


Formas de atuação da ferramenta WMS



O sistema WMS funciona de forma instantânea, repassando dados em tempo real para a administração do estoque, bem como para os colaboradores que atuam diretamente no armazém. O programa ainda agiliza o processamento de pedidos e ajuda na resolução de problemas com devolução de mercadorias.
 
O uso da ferramenta WMS agiliza e torna mais eficientes a estocagem e a expedição de mercadorias, além de ajudar no controle dos estoques e no planejamento logístico. Seu impacto também é visto nos processos de picking (separação dos pedidos para envio) e cross docking (redução dos estoques) — o que contribui para a economia de tempo e dinheiro.
 
Já em relação a rotatividade do uso das prateleiras, a precisão do sistema vem a partir da reunião de informações sobre os produtos. O software coleta o código de barras e utiliza redes de monitoramento locais para gerar os dados sobre cada mercadoria.
 
Após a coleta dessas informações, o sistema realiza uma sincronização e cria relatórios sobre o status dos itens em estoque. Uma alternativa aos códigos de barra são as etiquetas RFID (Radio-Frequency Identification, na sigla em inglês), que permitem identificar produtos à distância e podem operar por meio de dispositivos móveis. Por exemplo, tablets e smartphones conectados à internet.
 
Assim, o sistema funciona como excelente auxiliar em uma das tarefas mais complexas e demoradas de um armazém logístico: o inventário, promovendo uma taxa de erro mínima. Conheça outras de suas funcionalidades:
 
-Integração e gerenciamento de transporte,
-Gerenciamento de pedidos,
-Integração com o ERP,
-Recebimento avançado,
-Relatórios de gerenciamento,
-Armazenamento reverso,
-Gerenciamento de remessa e de reabastecimento,
-Manifestação de pequenas parcelas,
-Gerenciamento de picking,
-Captura de dados de voz,
-Gestão de inventário.
 


Sistemas de armazenagem que essa ferramenta coopera



O WMS coopera com o ERP do cliente e outros sistemas como o WCS (Warehouse Control System) e WES (Warehouse Execution System). Para entender melhor os papéis dos três sistemas:
 
ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning e trata-se de um sistema integrado de gestão empresarial que controla setores da empresa. Entre eles, Contabilidade, RH e Financeiro.  
 
O WMS atua como o cérebro da instalação, indicando o que precisa ser feito e comunicando essas instruções para todos. Esta é a ferramenta ideal para quem procura por otimização na execução de tarefas.
 
O WCS pode ser comparado à medula espinhal: você não pode andar, correr ou ser móvel sem ele. Na prática, ele controla os equipamentos do CD, como transelevadores, transportadores, entre outros.
 
Diferente de outros sistemas para armazéns, os WCS são aplicados no controle das máquinas e dos equipamentos utilizados na movimentação de cargas. Também são conhecidos como uma das tecnologias mais avançadas na atualidade, oferecendo a possibilidade de acompanhar todo o fluxo interno dos materiais dentro do armazém. Assim, a coleta de informações e o controle são realizados em tempo real.
 
Além disso, possui como principal característica a capacidade de processar grandes quantidades de dados com agilidade e precisão, oferecendo a empresa diversas vantagens como:
 
-Controle do inventário;
-Conexão entre sistema e equipamento;
-Acompanhamento do fluxo de materiais;
-Planejamento das atividades conforme a demanda de mercadorias;
-Integração entre fornecedores, fabricantes e centros de distribuição.
 
Já o WES é uma espécie de combinação dos dois sistemas. Um pouco menos inteligente que um WMS, mas ainda traz algum “poder cerebral''.
 
Sendo considerado uma solução bastante completa para alinhar e automatizar todos os processos de atendimento de pedidos dentro do centro de distribuição. O WES é uma plataforma modular, escalável e flexível, que se integra perfeitamente aos seus sistemas existentes.


O WMS ganha ainda mais destaque em um ambiente com bom projeto de layout. Se você não sabe por onde começar, veja aqui como receber gratuitamente um projeto focado no armazém da sua empresa.

Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar