Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
O estoque é o centro de toda organização, pois é ali que entram e saem os produtos que garantem o lucro da companhia. Por isso, é muito importante manter o espaço organizado da melhor forma possível.

O estoque é o centro de toda organização da empresa, pois é ali que entram e saem os produtos que garantem o lucro da companhia. Por isso, é muito importante manter o espaço organizado da melhor forma possível.

Ou seja, é preciso saber qual é o modelo de estoque mais adequado para a sua empresa. Não existe uma resposta para todos os casos, pois varia de acordo com o tipo do negócio e tamanho do espaço. Essa escolha deve ser feita e é determinante para diferenciar sua marca dos concorrentes.
 
A seguir, listamos algumas opções de modelo de estoque. Com esse conhecimento e noção de como funciona a sua empresa, você entenderá qual é a opção mais adequada para impulsionar os seus resultados. 
 


Modelo de estoque: por que é importante escolher um?



Um estoque bem gerenciado reflete as principais informações sobre o negócio: tipo de item comercializado, proporção da demanda e variedades. Por isso, a escolha de modelo de estoque deve ser prioridade para a administração do local, para que o mesmo esteja alinhado com o estágio de maturidade da empresa.
 
De modo geral, entendemos estoque como o conjunto de matérias-primas, suprimentos e/ou produtos que são armazenados dentro de um espaço. Eles são organizados de forma estratégica para suprir as necessidades de conservação de cada tipo de material.
 
Nos últimos anos, conversas sobre modelos de estoque ganharam mais força. Não importa o tema ou setor da indústria, a conclusão é a mesma: os gestores que não pensam antes de escolher o modelo prejudicam toda a operação. 
 
Ao mesmo tempo que o tipo certo alavanca as empresas, uma seleção mal feita traz danos graves ao desempenho econômico do negócio e queda na satisfação do cliente. Por isso é tão importante estudar e avaliar as opções antes de optar pelo modelo de estoque mais adequado para seu empreendimento.
 

Modelo de estoque: conheça os tipos



Com essas informações em mente, é hora de conhecer os tipos de modelo de estoque. Esse mini-guia vai te ajudar na sua busca, então leia com atenção: 
 

Dropshipping


O Dropshipping é um dos tipos de estoque mais utilizados atualmente por e-commerces e empreendedores individuais de marketplaces. Neste modelo de estoque, o dono do negócio recebe as vendas e as redireciona ao fornecedor, que atua como parceiro dropship. Ele, por sua vez, é o responsável por enviar o produto para o cliente em nome da empresa. 
 
Como consequência, os empreendedores não têm nem acesso aos produtos que vendem. O trabalho consiste em fazer o intermediário entre a parte interessada (cliente) e os fornecedores, sendo que o lucro vem da diferença de preço entre o valor divulgado no e-commerce e que o parceiro dropshipping cobra.
 

Estoque de ciclo



Este modelo de estoque é usado em indústrias que produzem e vendem produtos variados e em larga escala. Como o próprio nome indica, foi designado para as organizações que operam com vários produtos ou em diferentes estágios.
 
É o caso, por exemplo, de uma empresa que fabrica carros. Seu espaço é dividido de acordo com o trabalho das equipes: pessoas encarregadas da parte mecânica, pintura dos automóveis, fabricação dos assentos, entre outros. 

Assim, esse modelo de estoque permite que a empresa mantenha um sistema organizado e racional. A empresa é capaz de absorver sem transtornos os materiais somente à medida que forem sendo disponibilizados. 
 

Estoque de proteção



Imprevistos acontecem para todo mundo, inclusive dentro das indústrias. Cabe ao estoque de proteção prevenir qualquer tipo de problema relacionado com a possível falta de um determinado item ou eventos que podem afetar diretamente o planejamento estratégico da empresa.
 
Vamos relembrar a greve dos caminhoneiros de 2018, que afetou diversas indústrias. Negócios que tinham o estoque de proteção conseguiram garantir uma quantidade mínima de produtos, suavizando assim o impacto da greve. 
 
Para ter um estoque de proteção eficiente, o gestor precisa conhecer a estimativa de vendas de cada item oferecido aos clientes. Produtos com maior saída devem ter mais presença dentro do estoque do que aqueles com menos procura. Assim, o estabelecimento tem sempre mercadorias à disposição para atender os clientes de forma adequada. 
 

Estoque de antecipação



É aquele que a empresa forma quando antecipa sua produção para atender a uma demanda futura esperada. Este modelo de estoque é crucial em empresas com maior lucratividade em datas comemorativas ou em épocas específicas. Por exemplo, fabricantes de material escolar perto do início do ano letivo.
 
O aumento da produtividade deve ser planejado com antecedência para atender a alta demanda do mercado. Logo, surge a necessidade do estoque de antecipação, também conhecido como estoque sazonal. 
 
Esse modelo de estoque traz dois principais benefícios. Ele garante que as lojas terão produtos suficientes durante seus principais períodos de venda, melhorando o resultado financeiro. Além disso, funcionam como uma reserva de produtos para situações imprevistas, de forma semelhante ao estoque de proteção.
 
No entanto, os gestores precisam estudar bem o mercado. Caso contrário, há o risco de erro no planejamento da demanda, fazendo com que as vendas não aconteçam como planejado e causando prejuízo.
 


Estoque de canal



Também conhecido como estoque de trânsito, é o modelo de estoque intermediário. Ou seja, fica entre o fornecedor e o varejista. É bastante comum em fabricantes de peças automobilísticas ou peças para construção, pois são materiais de difícil transporte.
 
É como se essas mercadorias ficassem em uma espécie de “estoque móvel” enquanto não chegam aos revendedores ou clientes. Por isso, esse tipo de modelo de estoque precisa de atenção extra: os produtos podem sofrer danos causados pela precariedade das estradas ou mudanças climáticas, como chuva e vento. 
 
Com essas dicas, você pode escolher qual o modelo de estoque mais adequado para a sua empresa. Também é preciso tornar os processos de estocagem e expedição de mercadorias mais eficiente, então confira nossas dicas que vão reduzir seus custos e melhorar a operação da empresa.

Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar