Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
A armazenagem com pallet permite facilitar a estocagem e o armazenamento de qualquer tipo de mercadoria. Não à toa, é um dos métodos mais utilizados dentro das empresas por causa da sua praticidade e custo.
A armazenagem com pallet permite facilitar a estocagem e o armazenamento de qualquer tipo de mercadoria. Não à toa, é um dos métodos mais utilizados dentro das empresas por causa da sua praticidade e custo. Ele é recomendado para a maioria dos sistemas de armazenagem, com exceção de itens de dimensões fora do padrão.
 
Porém, na hora de contratar esse tipo de solução de armazenagem, o gestor pode ficar na dúvida sobre qual tipo escolher: pallet de plástico ou de madeira? Para ajudar nesta tomada de decisão, vamos explicar um pouco sobre cada uma dessas opções e suas vantagens dentro da indústria. 
 
Antes de começarmos, é importante dizer que tanto “pallet” quanto “palete” estão corretos. Neste artigo, usaremos a grafia pallet. 
 
Boa leitura!


Vantagens do pallet



Daqui a pouco nos aprofundaremos sobre as diferenças entre pallet de plástico e de madeira, bem como os benefícios de cada um desses. Antes, é importante entender quais são as vantagens desse sistema de armazenagem como um todo, independente do material utilizado na sua fabricação. 
 
A grande vantagem está na possibilidade de verticalização do local. A altura das estantes pode ser personalizada de acordo com a necessidade do cliente, logo permite o maior aproveitamento do espaço. Além disso, facilita a localização dos itens e reduz o custo da gestão do estoque. 
 
-Outras vantagens do pallet são: 
-Redução do custo homem/hora;
-Menores custos de manutenção;
-Melhor controle do inventário;
-Racionalização do espaço de armazenagem;
-Diminuição de avarias e perdas de produtos;
-Uniformização do local de estocagem.
 

Pallet de plástico: quais são as vantagens?



Com os benefícios do pallet em mente, é fácil entender o porquê de os gestores adotarem esse sistema de armazenagem. Se esse é o seu objetivo, vale a pena entender as diferenças entre o pallet de plástico e o de madeira. Vamos começar falando deste primeiro tipo. 
 
Ele é o mais recomendado para indústrias do ramo alimentício pois atendem às especificações nacionais higiênico-sanitárias. Isso inclui proteção antimicrobiana, que evita a proliferação de fungos e bactérias, regra discriminada dentro dos Procedimentos Operacionais Padronizados de Higienização (POPH) e Boas Práticas de Fabricação (BPF). 
 
É bem mais leve do que os feitos em madeira, e por isso pode ser manuseado com mais facilidade. Seu peso é constante pois são produzidos num mesmo molde, enquanto os de madeira variam de acordo com a qualidade do material usado e condições climáticas. Você sabia que o peso do pallet de madeira pode aumentar em até 35% quando exposto à chuva ou à água? 
 
Outra vantagem do pallet de plástico é que ele não exige manutenção, apenas eventuais limpezas. Ele também não é suscetível à variação da umidade e temperatura, e por isso pode ser usado em lugares cuja temperatura é diferente da temperatura ambiente, como frigoríficos.
 


Pallet de madeira: quais são as vantagens?



Depois de entender as vantagens do pallet de plástico, é hora de conhecer um sistema de armazenagem alternativo a este material - o pallet de madeira. 
 
Eles são bastante comuns dentro das fábricas brasileiras por terem baixo custo de aquisição e serem fáceis de reparar em casos de dano. Além disso, seu ágil tempo de produção e capacidade de ser revendido fazem do pallet de madeira populares nos armazéns. 
 
Em comparação ao pallet de plástico, o feito em madeira é ecologicamente mais responsável. Os materiais utilizados na sua construção podem vir a partir de pallets antigos ou reciclados para outros fins. É muito comum usar modelos antigos, porém em bom estado, para construir novos pallets de madeira.
 
O que motiva muitos gestores a optarem pelos modelos em madeira é a sua reparação. Se algo danificar o produto, ele não precisa ser jogado fora, como costuma acontecer com os de plástico. A maioria dos tipos de madeira permite sua reutilização e a confecção dos pallets ocorre de modo separado. Desta forma, as substituições são apenas parciais, pois só é necessário remover as placas quebradas.

Porém, é preciso tomar alguns cuidados com o pallet de madeira. Existem normas reguladoras nacionais que fiscalizam esse tipo de produto, mas sistemas dinâmicos e automatizados exigem atenção redobrada. Características como dureza da madeira e espessura mínima precisam ser seguidas à risca para que o sistema funcione corretamente.
 

Como escolher?


Antes de tomar uma decisão, é necessário avaliar com o fabricante a capacidade de carga que os pallets conseguem suportar, bem como os pontos de apoio que terão interação com a estrutura de armazenagem e com a empilhadeira. Essa informação varia de acordo com o sistema e é essencial para a manutenção do pallet. 
 
Infelizmente, algumas empresas não levam a sério a questão de segurança e comercializam pallets de baixa qualidade. Em outros casos, há pouca ou nenhuma atenção com a manutenção e validade da qualidade antes do uso. Muito cuidado com isso, pois materiais mal dimensionados ou avariados podem causar acidentes e comprometer o funcionamento do sistema de armazenagem.
 
Com essas dicas, você tem todas as informações para a sua tomada de decisão. Tanto faz se você escolher entre pallet de madeira ou de plástico, a Bertolini Sistemas de Armazenagem tem em seu portfólio as melhores soluções.
 
A busca pelo melhor layout em cada projeto desenvolvido pela empresa se faz presente mais uma vez neste sistema. Clique aqui e receba gratuitamente um projeto de layout para o armazém da sua empresa!

Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar