Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
Esses
No Brasil, os gastos com logística consomem 12,37% do faturamento das empresas. Cabe aos gestores procurarem alternativas que otimizem esse processo e ajudem a equilibrar as contas. Os pick up points, ou pontos de retirada, chegam como uma ideia vantajosa para os e-commerce. 
 
Se você ainda não está familiarizado com este conceito, continue a leitura. Além de explicar o que é a estratégia pick up, vamos explicar porque ela é eficiente. 
 
Boa leitura!
 
O que são pick up points?
Os clientes estão cada vez mais exigentes e em busca da melhor experiência de compra. Quando falamos de comércio online, por exemplo, isso envolve mais do que o processo logístico. A entrega de mercadorias é um dos elementos-chave e pode levar a empresa ao sucesso ou fracasso. 
 
É dentro deste cenário que surgem os pick up points. No Brasil, essa tendência ainda está engatinhando — mas é sucesso em outros países. De acordo com um estudo da Metapack, na Alemanha, essa modalidade de entrega já havia sido usada por 41% dos clientes de e-commerce em 2015. Nos Países Baixos, esse número é superior a 45%. 
 
Seu funcionamento é simples. Um conjunto de lojas ou estabelecimentos conveniados possuem um espaço em que o consumidor pode retirar a mercadoria comprada on-line. Assim, ele ganha a liberdade de escolher o melhor dia e horário para fazer esse "saque". 
 
Benefícios do pick up
Ao adotar a estratégia de pick up, o gestor vai notar uma série de benefícios nos processos e saúde financeira da empresa:
 
Fácil implementação
Sem dúvidas, a principal vantagem é a facilidade de implementação. A estratégia quase não interfere na operação, apenas na hora do despacho. Em vez da entrega ir até a residência do consumidor, ela vai para o ponto de retirada selecionado. 
 
Maior eficiência nas entregas
As transportadoras também se beneficiam com os pick up points. Afinal, reduzem gastos como combustível, pois fazem viagens mais curtas. Também é minimizado o risco de imprevistos, como acidentes ou roubos de mercadorias. 
 
Além disso, acaba a frustração de perder a entrega porque o cliente não está em casa. Pelo contrário: é o consumidor que vira o responsável pela retirada, indo até o ponto no momento em que ele achar mais oportuno.
 
Facilidades para a logística reversa
Desde 2010, com a Lei nº 12.305, as empresas precisam ter planos de logística reversa. Ou seja, produtos que o cliente devolve por desistir da compra, porque o produto veio incorreto ou com defeito. 
 
Em vez do consumidor ter que ir até uma Agência de Correios ou a transportadora ter que buscar na residência, o cliente devolve o produto no pick up em que houve a retirada. Com essa atitude, os custos de logística reversa também caem. 
 
Com essas informações, esperamos que você tenha compreendido o que são os pick up points. Essa é uma tendência que veio para ficar, então é importante estudar como sua empresa pode se beneficiar da estratégia. 
 
Quer se manter atualizado no mundo da Logística? Então, continue acompanhando nosso blog!
Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar