Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
Do supermercado à farmácia, da indústria que fabrica a cadeira utilizada no home office à loja onde você compra suas roupas… Todas essas empresas precisam de um estoque organizado para entregar seus produtos com a qualidade exigida pelos consumidores finais.
 
No entanto, é preciso fazer mais do que apenas garantir um espaço físico de excelência e qualificar a sua equipe para otimizar as atividades diárias. Deve-se atuar com o giro de estoque, sabendo calculá-lo corretamente para que a empresa trabalhe com o menor gasto e o maior lucro possíveis. 


O que é o giro de estoque



O giro de estoque é o indicador que aponta a circulação das mercadorias, quantas vezes elas foram vendidas e completamente repostas no armazém. Essa ferramenta é essencial para avaliar se a gestão do estoque é eficiente, com o equilíbrio necessário entre compra e venda de produtos. 
 
No cenário ideal, o estoque não possui mercadorias em excesso nem em falta. Assim, a lotação do estoque fica dentro dos parâmetros aceitáveis, o espaço não é ocupado além dos limites pré-estabelecidos e os custos de armazenagem não aumentam.
 
O giro de estoque também permite o acompanhamento e variedade dos produtos que dependem de demanda. Se as soluções têm prazo de validade, a atenção deve ser redobrada. Isso acontece em diversos setores, inclusive no farmacêutico. 
 


Como calcular o giro de estoque



O giro de estoque refere-se a quantas vezes o estoque foi vendido e reposto em um determinado período de tempo. Desse modo, temos um cálculo fácil de ser realizado: o giro de estoque é igual ao total de vendas dividido pelo volume médio de estoque. 
 
Por exemplo: se o volume médio do estoque de uma indústria metalúrgica é de 5 mil peças e são comercializadas 15 mil delas anualmente, o giro de estoque é 3. Ou seja, o estoque foi renovado 3 vezes. Em caso de número igual ou inferior a 1, isso significaria que o estoque nunca foi renovado.
 
Geralmente, o cálculo é realizado para descobrir o giro de estoque no ano. Porém, em caso de mercadorias perecíveis, como os alimentos, o ideal é que o cálculo seja realizado uma vez por mês, trimestral ou semestralmente.
 
Importante: para saber o valor do volume médio do estoque, basta somar o número de produtos do estoque inicial com o número do estoque final e dividir por 2.


Importância do giro de estoque



O giro de estoque desempenha um papel crucial nas organizações. Por meio dele, é possível definir uma série de estratégias que vão de encontro à rentabilidade do negócio. 
 
Empresas que verificam corretamente o giro do estoque conseguem planejar suas compras, definir promoções de vendas e melhorar a gestão do estoque. Ao realizar o cálculo anualmente, ou em outros períodos, de acordo com o perfil da mercadoria armazenada, é possível ter equilíbrio.  
 
É justamente esse equilíbrio que manterá os produtos no estoque pelo tempo necessário. Assim, a companhia evita uma série de entraves. Entre eles, os altos custos de armazenagem e o uso excessivo de espaços físicos. 
 
Agora que você já sabe tudo sobre giro de estoque, que tal saber como evitar o excesso de estoque? Esse material gratuito traz dicas práticas que vão melhorar a saúde financeira da sua empresa!

Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar