Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
Você sabe a diferença entre empilhadeira contrabalançada ou a retratil? Descubra agora qual é a mais indicada para o seu armazém!
Escolher a empilhadeira certa para o seu armazém pode ser uma tarefa complicada. Afinal, existem vários tipos, modelos e aplicações deste equipamento tão importante para a operação. É bastante comum encontrar a empilhadeira contrabalançada e a retrátil, mas surgem algumas dúvidas. Qual é a diferença entre elas e qual escolher? 
 

Tipos de empilhadeira



As empilhadeiras são equipamentos cruciais para o armazém. Este veículo industrial substitui a mão de obra humana na hora de movimentar insumos de um ponto para outro. Dessa forma, os colaboradores podem focar seus esforços em outras atividades, aumentando sua produtividade. Ao mesmo tempo, ela minimiza as dores nas costas — o segundo principal motivo de afastamento do trabalho no Brasil.
 
Existem diversos modelos, sendo que a empilhadeira contrabalançada e a empilhadeira retrátil são as mais comuns.
 

Empilhadeira contrabalançada



Esse modelo possui um contrapeso de ferro na sua parte traseira e leva a carga à frente do seu ponto de apoio. A empilhadeira contrabalançada funciona graças ao princípio da alavanca de primeiro grau: um peso denominado potente é capaz de elevar outro peso denominado resistente, apoiando-se em um ponto intermediário denominado ponto de apoio ou pivô de rotação.
 
Este equipamento consegue suportar cargas entre 1 mil e 5 mil quilos, e sua evolução mostra alto índice de eficiência. A empilhadeira contrabalançada pode ser utilizada por anos, basta realizar as trocas e os reparos indicados pelo técnico.
 

Empilhadeira retrátil 



Outro modelo é a empilhadeira retrátil, uma máquina elétrica que realiza o deslocamento e as manobras de giro e elevação retraindo o mastro. Costumam ser mais vantajosas que as contrabalançadas, uma vez que trabalham em corredores de manobras mais estreitos e têm melhor desempenho. 
 
No entanto, isso acontece apenas se a operação for interna. Se houver demanda interna e externa, a contrabalançada é a mais recomendada.
 
Ao optar por esse tipo de equipamento, o gestor pode notar melhorias para o operador da máquina. A empilhadeira retrátil também é compacta e pode funcionar em locais bem reduzidos de espaço.
 
As empilhadeiras retráteis conseguem armazenar seguramente produtos em estruturas com elevações acima de 12 metros. Isso faz com que sua aplicação seja explorada em vários setores – afinal, quanto maior a altura a ser armazenada, menor será o residual de cargas da empilhadeira. 
 
Com este artigo, esperamos ter tirado suas dúvidas sobre os tipos de empilhadeira e qual escolher para a sua necessidade. Esse sistema é muito útil dentro do armazém, pois pode ser combinado com outras soluções. 

Quer conhecer outros sistemas de armazenagem? Aqui, você confere quais são os mais adequados para cada tipo de aplicação e pode tomar a melhor decisão para a sua empresa.
Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar