Sucesso!

Recebemos seu E-mail! Aguarde nosso retorno.  

Erro

Preencha o formulário corretamente!
Descubra o que é lead time e como esse conceito pode ser a diferença entre ter um processo logístico eficiente, ou não.
Não é sobre armazenar — e sim como realizar esse processo. Essa sempre foi a crença da Bertolini, e se provou mais do que essencial nos últimos anos.  As empresas já sabem que otimizar os processos logísticos é prioritário para quem quer fornecer entregas mais ágeis e com o menor custo possível. 
 
Neste cenário, o conceito de lead time ganha bastante destaque. Entender a fundo este termo significa ter insights poderosos sobre os tempos de espera da cadeia e como é possível minimizar os gargalos. Também é através desse conhecimento que as empresas entendem como a intralogística pode impactar nesta métrica.
 


O que é Lead Time?



Este termo vem do inglês e, em tradução livre, significa "tempo de espera". Dentro da logística, lead time é o período total entre o pedido feito pelo cliente até que o item seja enviado para o consumidor. 
 
Não à toa, essa é uma das métricas que podem ser utilizadas para acompanhar a eficiência operacional do armazém logístico da empresa. É o termo de referência para tarefas como gestão de cadeia de fornecimento, manufatura e gestão de projetos. Minimizar o lead time significa otimizar os processos e reduzir desperdícios.
 
Dentro da logística, o lead time ajuda a estudar o período entre o recebimento do pedido e a entrega. Assim, o gestor consegue pensar em estratégias que vão reduzir a espera e solucionar gargalos. Isso pode incluir sistemas de gestão integrada, como o WMS, uso inteligente de sistemas de armazenagem, entre outros. 
 


Como a intralogística impacta no Lead Time?



O ditado popular "tempo é dinheiro" se encaixa perfeitamente com a definição de o que é lead time. Quanto maior for esse indicador, mais tempo e recursos as empresas estão usando — e o objetivo é sempre reduzir esses fatores. Além disso, quanto menor for o lead time, melhor costuma ser o atendimento ao cliente, que recebe o produto mais rápido do que o esperado.
 
Dentro do armazém, é justamente a intralogística, ou "logística in house", a grande responsável por repensar os fluxos operacionais. Assim, é aliada essencial para reduzir o lead time, uma vez que controla todo o fluxo de armazenagem de materiais. 
 
De uns anos para cá, grandes empresas começaram a investir neste setor. É o caso da Nike, Amazon e 3M, que entendem que uma intralogística bem estruturada impacta na qualidade dos serviços e produtividade do time. Dessa forma, é um investimento que rapidamente é revertido em lucro.
 
A intralogística colabora para o lead time da sua empresa principalmente pelo aumento da produtividade. Uma vez que a cadeia de suprimentos está voltada para a criação de valor dentro do armazém, o funcionário tem mais facilidade na hora de executar suas tarefas. Logo, faz com que a razão hora/homem seja mais produtiva. 
 
Além disso, a logística in house promove a redução de movimentos desnecessários, pois gerencia o fluxo operacional. Isso também reduz o tempo de entrega, já que os colaboradores não desperdiçam energia com deslocamentos ou tarefas dispensáveis.
 
Esperamos que você tenha compreendido como a intralogística impacta no lead time da sua empresa. Conte com a Bertolini para oferecer sistemas de armazenagem que auxiliem nesse processo.

 
BAIXE O NOSSO INFOGRÁFICO CLICANDO AQUI: 4 vantagens que a Intralogística pode proporcionar para o seu armazém
 
Você também pode gostar de:





Gostou do nosso conteúdo?
Se você achou este conteúdo útil, continue navegando pelo blog da Bertolini e conheça muito mais sobre sistemas de armazenagem e processos logísticos que vão ajudar a sua empresa.
voltar